Estimados emergencistas:

Estimados emergencistas:

Este é um momento crucial de nossa profissão!

Certamente nenhum de nós enfrentou até hoje uma pandemia tão grave!

Não vivemos a gripe espanhola…

O cólera foi pequeno…

A SARS nos assustou mas passou!

Esta é hora que a Medicina de Emergência e a Medicina Intensiva, especialidades irmãs, e das quais muitos de nós, deste grupo, ativamente praticamos em nosso dia-a-dia, unir forças… esquecer egos, esquecer conflitos e interesses pessoais e nos unirmos fortemente em torno do cuidado de nossas comunidades!

Nós faremos a diferença neste combate e nós temos o papel fundamental da linha de frente!

Nunca a Medicina de Emergência foi tão importante…

E não vamos nos furtar à luta…

Mesmo que não sejamos ouvidos pela política atual, secretarias ou ministérios, nós não vamos nos furtar, nós não vamos desistir, nós vamos cuidar e nos cuidar …

e não vamos deixar de mostrar o quanto somos fundamentais…

e o quanto nossa palavra e força deve ser ouvida na comunidade brasileira e em todo mundo!!

Emergencista:

Você faz toda diferença e é uma honra estar ao seu lado nesta trincheira!

Força e vamos em frente!

 

Hélio Penna Guimarães

Presidente

0Shares