Como fundar sua Liga Acadêmica

DEFINIÇÃO

Ligas acadêmicas são associações civis e científicas livres, de duração indeterminada e sem fins lucrativos, que visam complementar a formação acadêmica em diversos assuntos. São entidades criadas por discentes, docentes e profissionais interessados no tema abordado.

De forma geral são grupos reconhecidos pela instituição de ensino de origem que atuam em áreas específicas

OBJETIVOS

Por meio de atividades extracurriculares de ensino, pesquisa e extensão, buscam explorar e aprofundar conhecimentos teóricos sobre temas e especialidades específicas. Além de desenvolver conhecimento científico e atuar diretamente com a comunidade em que a instituição de ensino está inserida.

HISTÓRIA

No Brasil, a primeira Liga acadêmica surgiu em 1920, na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). A “Liga Acadêmica de Combate à Sifilis” foi criada por estudantes que buscavam ir além dos muros da academia, atuando em favor da promoção da saúde na comunidade, intervindo diretamente no agravo de saúde pública.

Anos mais tarde, durante a ditadura militar, a fim de assumirem controle acerca de seus conhecimentos e buscando aprofundar assuntos, acadêmicos em todo país fundaram Ligas Acadêmicas.


IMPORTÂNCIA

Além de apresentar e aprofundar assuntos por meio de atividades extraclasse, preenchendo lacunas curriculares e agregando conhecimento aos alunos, as ligas acadêmicas permitem a integração dos estudantes, desenvolvendo qualidades de trabalho em equipe e liderança.

Ademais, as ligas acadêmicas proporcionam aos alunos networking e habilidades em gestão e organização de eventos.


PASSOS PARA CRIAÇÃO DE UMA LIGA ACADÊMICA

Como cada instituição tem suas peculiaridades quando diz respeito a abertura de ligas acadêmicas, é necessário saber o que necessita para a fundação de uma liga. Buscar auxílio na secretaria do curso, diretório acadêmico ou diretoria de alguma liga existente pode facilitar no processo em todas as etapas citadas posteriormente.

Em linhas gerais:

  1. Escolher um tema

Primeiramente deve-se definir a área de atuação da liga acadêmica. É importante certificar que não existe outra liga na instituição que aborde o mesmo tema. Recomendamos fortemente o tema da “Medicina de Emergência”. 🙂

  1. Procurar discentes interessados

É importante encontrar uma equipe que tenha o mesmo propósito. Achar alunos interessados no assunto para formar um grupo inicial facilita o processo.

A estruturação da diretoria varia de acordo com a instituição, basicamente é formada por:

  • Presidente discente;

  • Vice-Presidente;

  • Secretário;

  • Tesoureiro;

  • Diretor de Pesquisa;

  • Diretor de Extensão.

  1. Elaboração de um estatuto

Toda liga deve ter um estatuto. É importante que este esteja pronto antes de apresentar a liga para a instituição.

O estatuto deve conter:

  • Definição;

  • Princípios e finalidades que a regem;

  • Competências dentro da instituição de ensino;

  • Regimento da associação;

  • Estrutura da diretoria;

  • Deveres da liga frente à universidade;

  • Direitos e deveres dos membros;

  • Penalidades.

Você pode ter acesso a um modelo de estatuto editável clicando aqui.

  1. Encontrar um professor orientador

Toda liga acadêmica deve ter um docente orientador. É importante encontrar um professor que seja autorizado pela instituição a ocupar esse cargo e que tenha disponibilidade e interesse em auxiliar a equipe nas questões burocráticas e desenvolver atividades.

  1. Ideias de atividade

Para a abertura da liga acadêmica é importante que a diretoria pense previamente em atividades de ensino, pesquisa e extensão que possam ser realizadas a partir do tema. Ter ideias mais concretas como pensar em palestrantes específicos e como exatamente realizar algumas das atividades podem facilitar na abertura.

  1. Burocracia específica

Nesse momento é muito importante saber o trâmite específico da universidade. Em algumas instituições é necessário enviar a proposta de abertura, ideias de atividades, ata de formação da diretoria e estatuto para um colegiado de ligas acadêmicas. Esse colegiado realizará uma reunião em que será votada a abertura da liga.


Parabéns! Se você conseguiu seguir todos esses passos e abrir uma Liga Acadêmica de Medicina de Emergência em sua universidade, entre em contato conosco para que possamos vincular sua liga à Comissão Acadêmica da ABRAMEDE.

 

REFERÊNCIAS

Associação Brasileira de Ligas Acadêmicas de Medicina – ABLAM: Diretrizes Nacionais. Disponível em: <http://www.ablam.org.br/diretrizes_nacionais.html>.

HAMAMOTO FILHO, P. T. et al. Normatização da abertura de ligas acadêmicas: a experiência da Faculdade de Medicina de Botucatu. Rev. bras. educ. med., Rio de Janeiro, v. 34, n. 1, p. 160-167,  Mar.  2010.

SILVA, S. A.; FLORES, O. Ligas Acadêmicas no Processo de Formação dos Estudantes. Rev. bras. educ. med., Rio de Janeiro, v. 39, n. 3, p. 410-417, Set. 2015.

TAVARES, A. P. et al. O “Currículo Paralelo dos estudantes de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais. Rev Bras Educ Med., Rio de Janeiro, v. 31 n. 3, p.254-65, 2007.